top of page

práxis




este ensaio visual foi construído coletivamente em um encontro conversação, pensado para debater sobre os cadernos de arte e as potencialidades da prática na contemporaneidade. o exercício foi construído a partir da leitura do texto "O fazer no ensino da arte contemporânea", de Julia Rocha e Clara Pitanga Rocha, que será publicado em breve no livro Entre escritas - Arte contemporânea, pesquisa e educação.


a conversação, contou com quatro momentos em que Helena Pereira Barboza, Eduarda Silva, Ana Carolina Alves, Mariana Lydia e Marcellus Freitas produziram respostas visuais para o texto lido por Julia Rocha. o debate acontecia durante a prática, realizada num formato de oficina. a relação entre reflexão teórica e visualidade construída a partir do texto se traduziu no caderno coletivo, onde a práxis do fazer na arte contemporânea articula os conceitos pensados no texto.


como o encontro intitulava-se caderno de arte - para além da margem, as primeiras produções foram provocadas a pensar o estereótipo da margem das atividades de arte como ponto de partida. no decorrer das demais respostas produzidas por cada um dos presentes, os conceitos articulados no texto foram se traduzindo em colagem, palavras, pintura, recorte, desenho e assemblagem.


o texto de Julia Rocha e Clara Pitanga Rocha associa o conceito de remix (ACASO, 2013) e pós-produção (BOURRIAUD, 2009) à prática dos arte/educadores, ressoando em respostas coletivas de citações de trabalhos de outros autores e artistas no decorrer das produções.


imagens produzidas

(use as setas laterais para ver todas)


referências:

ACASO, Maria. Reduvolution: Hacer la revolución en la educación. Barcelona: Paidós, 2013.

BOURRIAUD, Nicolas. Pós-produção. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

0 comentário

Comments


bottom of page