top of page

corpo e identidade

Segundo encontro da Oficina Quem tem medo da arte contemporânea?, realizado em 4 de dezembro de 2018, proposto por Isabela Vieira Martins


A oficina Quem tem medo da arte contemporânea? foi homônima ao livro de Fernando Cocchiarale (2006) e utilizou como referência para divisão dos encontros os conceitos propostos por Kátia Canton (2009) na série de livros Temas da arte contemporânea.


Foi realizada em parceria com o Projeto de Extensão Interfaces do Ensino da Arte e o Núcleo de Artes e Educação do Espírito Santo - NAVEES, ambos coordenado pela também coordenadora do Grupo Entre.


A proposta foi realizada com crianças de 7 a 12 anos da comunidade geral, com o intuito de desenvolver atividades lúdicas em torno das questões que envolvem corpo e identidade que a produção da arte contemporânea desenvolve. A proposição foi feita a partir do livro Grapefruit, de Yoko Ono, com experimentação de peças de orientação que possibilitaram repensar a relação do corpo com o espaço.


referências:

CANTON, Katia. Corpo, erotismo e identidade - Coleção Temas da arte contemporânea. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

COCCHIARALE, Fernando. Quem tem medo da arte contemporânea? Recife: Massangana, 2006.



0 comentário

Comments


bottom of page