top of page

6 conexões entre walter de maria | franz krajcberg

O planejamento docente no ensino da arte passa pela pesquisa e pela construção de relações entre produções de diferentes autores, lugares, tempos e contextos. Com 6 conexões entre nós propomos um diálogo entre duas obras de arte contemporânea, elencando conceitos-chave que sejam pertinentes aos dois trabalhos. A proximidade da obra com o conceito pode demarcar a referência maior àquele extremo da ligação, mas temos sempre pontos que se ramificam na relação, possibilitando a abertura para outras conexões no processo.


Relacionamos The lightning field (1977), de Walter de Maria, com Após queimada (1994), de Franz Krajcberg. As palavras pensadas para a relação foram:

nesse caminho de conexão entre as obras pensamos:

em luz, pela relação com os efeitos dos raios nos registros fotográficos de Walter de Maria e pela relação com as queimadas que criam os objetos de partida das obras de Krajcberg;

em intervenção, porque ambos os trabalhos se apropriam de elementos e efeitos da natureza, propondo um registro que modifica os materiais de partida;

em espaço, pela relação com o meio natural e pela interlocução conceitual que as duas obras trabalham;

na paisagem, por ser elemento-base das produções dos dois artistas e pelo registro produzido com as obras relacionadas;

em natureza, porque não só é o espaço de construção das obras, mas porque também é um tema que perpassa a interface conceitual do trabalho dos artistas;

e grito, pensando a intensidade dos efeitos naturais e pela emergência de se refletir sobre crimes ambientais e as mudanças climáticas e naturais provocadas pela intervenção humana.


sobre os artistas:

Walter de Maria (1935 - 2013) uniu múltiplos movimentos de prática artística que floresceram na década de 1960, criando instalações esculturais interativas e fornecendo bases conceituais para trabalhos escultóricos em larga escala. Em projetos posteriores, também conectou os espectadores à natureza incorporando elementos visuais na própria natureza ou trazendo componentes dela para dentro dos espaços das galerias. Seus trabalhos mais ambiciosos não foram apenas fisicamente em grande escala, mas também extremos em termos de duração da exposição - alguns duraram décadas, seja em ambientes fechados ou ao ar livre, ao contrário, alguns foram excepcionalmente efêmeros porque foram expostos aos elementos. Fonte: https://www.theartstory.org/artist/de-maria-walter/


Frans Krajcberg (1921 - 2017). Escultor, pintor, gravador e fotógrafo. Autor de obras que têm como característica a exploração de elementos da natureza, destaca-se pelo ativismo ecológico, que associa arte e defesa do meio ambiente. Nascido na Polônia, Krajcberg formou-se em engenharia e artes pela Universidade de Leningrado. Mais tarde, ao mudar-se para a Alemanha, ingressa na Academia de Belas Artes de Stuttgart, onde é aluno do pintor alemão Willi Baumeister (1889-1955). Sua carreira artística se inicia no Brasil, onde chega em 1948, procurando reconstruir a vida depois de perder toda a família em um campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). A paisagem brasileira, em especial a floresta amazônica, e a defesa do meio ambiente marcam toda sua obra. Fonte: https://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa10730/frans-krajcberg


imagem 1: Walter de Maria - The lightning field (1977)

imagem 2: Franz Krajcberg - Após queimada (1994)

0 comentário

Comentarios


bottom of page