top of page

histórico


Passado que condena (2022)

Colagem


O silêncio que fala (2022)

Colagem


Hipoteca sem fim (2022)

Colagem


O mundo como é (2022)

Colagem




Quais experiências vivenciamos para percebermos que parte das nossas decisões não são tomadas unicamente por nós, mas nos afetam de tantas formas?


Nossa história e nossa memória trazem consigo grande parte do que somos hoje. As escolhas feitas por outros ecoam os pragmatismos que tais instâncias perpetuaram em nossa criação. Nossa herança é uma história contada pelos vitoriosos. 


A mídia atua também como uma ferramenta de informação, que nos deixa acessar por vezes as camadas mais suaves da crítica, onde a beleza estética consegue acobertar a política por trás de tudo que fazemos e escolhemos. 


Quando nos tornamos também veículo de mídia, de certa forma nos é dada a liberdade de compartilhar o que nos apetece, mas isso atravessa os filtros preestabelecidos, que identificam opiniões, fomentam discussões e nos deparam com um silenciamento vestido de segurança.


Produções que resultam em silenciamento ou publicidade vetada.

São memórias de um passado de repressão que trazem consigo um apagamento de vozes que teimam em resistir ao senso comum.




sobre o autor:

Maik Douglas Cabral Machado é Mediador-Professor licenciado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) no curso de Artes Visuais. Membro do Grupo de Pesquisa Entre - Educação e arte contemporânea (CE/UFES). Atua na educação básica lecionando para os anos iniciais pela prefeitura da Serra - ES. Os interesses de pesquisa permeiam pela mediação no campo da arte contemporânea e o espaço da sala de aula como disparador de ações mediadoras.



0 comentário

Comentários


bottom of page